REI UBU-KOWISKI: Maio 2006

segunda-feira, maio 29, 2006

Letters

Milhas e milhas

As lágrimas que correm no seu rosto agora
Escondem a indiferença que sentias por mim
A vingança não existe em meu coração
Mas não te quero mais
Sei que você espera um dia voltar pra mim
Sei também que seu jeito é irresistível sim
Vou ser claro nesta canção que fiz
Não te quero mais
Estou milhas e milhas distante
No solo lunar
À procura incessante de um novo olhar.
Os dias vão passando e eu me sinto bem assim
A solidão em fim, não é tão ruim
Eu espero que sejas feliz
Não te quero mais
Estou milhas e milhas distante
No solo lunar
Á procura incessante de um novo olhar.



Flores do Mal

Não me atire no mar de solidão
Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos
Não me retalhe em escândalos
Nem tão pouco cobre o perdão
Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão
Que acabou feito um sonho
Foi o meu inferno, foi o meu descanso
A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva
Faz do amor uma história triste
O bem que você me fez nunca foi real
Da semente mais rica, nasceram flores do mal
Huummm....
Não me atire no mar de solidão
Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos
Não me retalhe em escândalos
Nem tão pouco cobre o perdão
Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão
Não me esqueça por tão pouco
Nem diga adeus por engano
Mas é sempre assim
A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva
Faz do amor uma história triste
O bem que você me fez nunca foi real
Da semente mais rica, nasceram flores do mal