REI UBU-KOWISKI: Maio 2005

sábado, maio 28, 2005

Narciso

Durante muitos anos esperamos encontrar alguém que nos compreenda, alguém que nos aceite como somos, capaz de nos oferecer felicidade apesar das duras provas. Apenas ontem descobri que esse mágico alguém é o rosto que vemos no espelho.

"Deus está morto." Nietzche/ "Nietzche está morto." Deus

Sempre há um pouco de loucura no amor, porém sempre há um pouco de razão na loucura.

quinta-feira, maio 26, 2005

Rio do tempo

As vivências de um homem são fundamentos essenciais da sua memória. E, quando experimentadas com grande intensidade, lhe rendem lucros de amorável
felicidade, que os espíritos acomodados, satisfeitos e receosos jamais poderão compreender.

quarta-feira, maio 25, 2005

Al Corão 2 ou Vivo com Deus não com religião

"Matai-os onde quer que os encontrais"
Sura 2, Versículo 191
"Que Deus os combata."
Sura 9, Versículo 30
"Deus amaldiçoou os descrentes."
Sura 33, Versículo 64
"Matai os idólatras, onde quer que os acheis."
Sura 9, Versículo 5

Existencialismo

O objeto próprio da reflexão filosófica é o homem na sua existência concreta, sempre definida nos termos de uma situação determinada, mas não necessária_ o "ser-em-situação", o "ser-no-mundo"_,a partir da qual o homem, condenado à liberdade, por já não ser portador de uma essência abstrata ( de difícil compreensão, vago, confuso) e universal, surge como arquiteto da sua vida, o construtor do seu próprio destino, submetido embora a limitações concretas, filosóficas existenciais, filosofias da existência.

Agnóstico ? 2

O recurso à Deus e à transcendência é um sinal de impotência. A razão não pode tudo. Deve ser consciente de suas possibilidades. Quando ela não consegue provar alguma coisa , é preciso reconhecer essas limitações e não fazer concessões à fabula, ao pensamento mitológico ou mágico. A idéia da criação divina é uma espécie de doença infantil do pensamento reflexivo.

domingo, maio 22, 2005

Agnóstico?

Por Deus, com Deus, em Deus, a vós Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

sexta-feira, maio 20, 2005

Ética?

Não esquecer que a proteção aos maus compromete os bons. A rigor, na vida brasileira é tal a diversidade de opiniões, que uns consideram como verdades sublimes e sacrossantas o que os outros qualificam como paralogismos, absurdos e disparates. Sempre saberemos todos dar melhores conselhos do que exemplos.
Aí reside o xis da questão.

Letras Parceiras Celeradas

A arrogância é forma de burrice. Alguma modéstia, mesmo falsa, sempre vale a pena. Digito essas frases e paro, indeciso. Parece um bom começo (modéstia à parte).Mas como continuar?

Silêncio dos amores terminados e/ou Gordo de emoções andarilhas/AUDITORANDO-ME (Em lugares comuns)

Não é preciso viajar para se sentir deslocado no mundo. Mais do que em algum lugar, me sinto em casa em alguns momentos: mas isso pode ocorrer em qualquer lugar onde, de forma passageira, eu me sinto feliz e sucumbo à ilusão de querer ficar para sempre. Mas pouco depois a miragem se esvai.
Toda relação amorosa tende naturalmente à sua autodestruição, ainda que umas poucas escapem milagrosamente desse destino. Quando o amor desaparece, mas o casal continua junto, tensão e falta de comunicação passam a ser seus principais componentes.

Simples e Bastante e/ou Fragmentos de cenas e vidas em caos das emoções descontroladas

Faminto,
gero profecias;
comendo,
gero teorias,
mas, só profecias
geram comida.

quarta-feira, maio 18, 2005

Reformulando para buscar soluções

Vamos imaginar que uma passasse sua vida enxergando o mundo através da janela de seu quarto. Sempre que ela fosse descrever a realidade ela falaria das imagens, situações e condições que ela enxergou através daquela janela. E é desta forma que nós aprendemos a olhar a vida. A janela representa nossos paradigmas, a forma pela qual entrevemos a realidade. Imagine que pudéssemos abrir outras janelas ou até derrubar parte de algumas paredes, nossas fronteiras internas, que impedem a percepção de ver além. Se tirássemos ao menos parte desta obstrução, seríamos capazes de ver e descrever muito mais a realidade. Os problemas, a falta de tempo, as dificuldades pessoais nãosão toda a realidade, mas a descrição que fazemos dela ao olharmos pela janela de nossos condicionamentos. É preciso para a trajetória automática a que nos lançamos e escolher novos e mais opoortunos rumos, dependendo do entendimento dos limites auto-impostos para que esses possam ser superados. Pensar sobre a própria história e refazer conceitos pode ser o mais terapêutico dos processos, criando uma realidade renovada e aberta, pronta para ser explorada a partir de panoramas mais amplos. Todo mundo que fazer mudanças positivas, entretanto nem sempre sabemos como fazer.

terça-feira, maio 17, 2005

Al Corão

"Tramaram, mas Deus domina-lhe as maquinações, ainda que fossem tais que abalassem as montanhas." Sura 14, Versículo 46

domingo, maio 15, 2005

Começar para um bom sapato bater sola

Kantismo
Caracterizada, principalmente, pela intenção de determinar os limites, o alcance e o valor da razão, concluindo pela redução do campo do conhecimento racional aos objetos de experiência possível (o que significa a negação da possibilidade de conhecimento racional dos objetos da metafísica e da religião) e pela necessidade de fundamentar a moral em imperativos categóricos gerados pela razão prática.

domingo, maio 08, 2005

Meditando

* Explore com sua vista interna/intuição sua preocupação.
* Dor especial? Dura muito? É localizada? Vai e vem? Nova? Antiga?
* Considere todas as situações.
* Como você se sente? Rótulos terríveis? Raiva? Medo?
* Olhe sua vida. Para a moléstia como uma mensagem.
* Por que criaria essa situação? Qual a lição?
* Deixe a CONSCIÊNCIA MAIOR mergulhar no problema.
* Procure o MEDO. Sinta com amor.
* Experiência negativa é não ter se amado plenamente e não ter procurado fazer o que desejava fazer.
* Ouviu a voz interior?
* Dor e Medo é se ter omitido, deixado de fazer o que realmente se desejava fazer...
* Sinta e trabalhe com ele; MEDO, é ausência de amor.
* Onde não há amor, não há verdade _ o que você teme não é real, mas ilusão...
* Lembre-se de quem é e de amar a si mesmo."

Zen

Certo dia três amigos passeavam em uma montanha e avistaram um homem sentado no cume. Curiosos sobre o que o homem estaria fazendo, foram até ele.
"Olá, está esperando um amigo?"- perguntou o primeiro.
"Não.", respondeu o homem.
"Então, está respirando o ar puro?", disse o segundo.
"Não.", disse o homem.
"Já sei. Você estava passando e resolveu olhar este belo cenário?". disse o terceiro.
"Não.", repetiu o homem.
"Mas então, o que você faz aqui?", perguntaram os três ao mesmo tempo.
"Apenas estou aqui.", disse o homem.

Dândi no refresco elétrico

"... e me vem a vontade do sol
e do poema;
e num verdadeiro problema
eu penso:
- Eu esqueço, eu vou resolver.
[Pois, sonhar é vencer.]
Por outro lado me vem,
compreender é melhor
e o melhor virá;
e eu não vou deixar escapar.
Pois, não sou só e não sonho só
no balanço de um trem."
B. Alves

sexta-feira, maio 06, 2005

Venenos

arsênico
ar cênico
em ar cínico
do arsênio

V

Verte
verso
verme
da
verve.

quinta-feira, maio 05, 2005

Infames trocadilhos

Cá tô
eu
catando
cacos
de
côco
da
cocada!

Caso ou compro um fuca?

Na lama do Dalai
ou na laia da dama?

quarta-feira, maio 04, 2005

Mentira

"Mentimos frequentemente para evitar sofrer. É inaceitável. Em compensação, se somos obrigados a mentir para salvar uma vida ávida, para proteger um ser ou guardar ensinamentos espirituais, as consequências da mentira serão inteiramente diferentes. Tudo depende da motivação que precede a mentira."
Dalai Lama

Quem sabe?

Toda língua mente,
toda língua confessa.
Copos de mágoa
num olhar de contemplação
em silêncio obsequioso.