REI UBU-KOWISKI: Viva o Bom Fim! Amsterdam-via-Paris

sábado, abril 23, 2005

Viva o Bom Fim! Amsterdam-via-Paris

As palmeiras já me conhecem, dizem: - Lá vem aquele mala celerado!;
Que nada! São íntimas amigas de meu caminhar de já meu longo caminhar.
Os passos que passei a circular por entre a vida de me distingue dentre os sentados de frente à televisão. Como a poeira das estradas e que as vejo em infinita distância; mas, que tenho de iniciá-las ao caminhar. Penso ser este meu caminho: nascer só e o de morrer só.
Ando admirado com novas mídias de expressão, novas possibilidades de atualização. Ando admirado comigo mesmo, ando mais centrado, prudente nas falas. Creio estar na idade da razão; coisas que antigamente eu descerebradamente jogava para ao alto, hoje, dificilmente me tira do sério.
Detesto hipócritas, estúpidos mal intencionados; julgando-se exímios jogadores na arte de viver. Sou bonfiniano, por excelência; ando flertando com a música eletrônica_ uma maravilha_. Viver é bom.
Como esses dias falei pro "Véia Maria": - Sou feliz, o que falta é este canalha dinheiro. Que não compra felicidade, mas, manda buscá-la ou se não traz felicidade, prefiro ser triste em Paris!